Seguidores

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A DIFERENÇA ENTRE O REAL E O VERDADEIRO

Muitas pessoas (talvez a grande maioria delas) pensa que algo real é verdadeiro. Usando um pouco a lógica se percebe facilmente a diferença. Inicialmente, se falarmos em "papai Noel", seus gnomos e seu trenô puxado por renas voadoras...não haverá ninguém (em são juízo) que afirme isto como real, e sim como o que é: IMAGINÁRIO.
Já uma nota de 100 dólares feita fora do Federal Bank nos EUA será tão falsa como uma de 100 reais feita na Antártida! Embora ambas possam ser vistas, tocadas, ambas sejam reais, não passasm de burdas falsificações, isto é não são verdadeiras!
Assim, quando se trata de experiências, especialmente religiosas, muitos caem no erro de crer nelas só porque são reais (não imaginárias). Todavia, precisamos aplicar aqui também o exercício que acabamos de fazer: algo pode ser imaginário ou pode ser real, mas aqui neste ponto ainda se faz necessário passar por um outro teste: o da autenticidade - é verdadeiro?.
Em questões religiosas, não se deve colocar experiências pessoais acima da Palavra de Deus...
Do contrário, espíritas, membros da seicho-no-ie, pentecostais, carismáticos, católicos, etc., etc., podem exigir ser ouvidos porque (acredite) todos eles têm EXPERIÊNCIAS REAIS para contar...Sendo honestos, precisamos reconhecer (mesmo) que, por exemplo, as pessoas que vão aos templos carismáticos ou as que participam em reuniões espíritas têm EXPERIÊNCIAS REAIS...
PORÉM, note bem aqui: REAL NÃO QUER DIZER VERDADEIRO! - nos terreiros há experiências reais (as manifestações lá não são imaginárias) e mesmo sendo reais, NÃO SÃO DA VERDADE - pois todas essas manifestações provêm do pai da mentira!!!
"Eu tive/tenho uma experiência" JAMAIS deve ou pode ser igualado a
"ASSIM ESTÁ ESCRITO"
Essa é a diferença entre o real (aquilo que acontece, não é imaginário)
e A VERDADE (da Palavra de Deus)

Os canalhas existem?

Quem poderia ter arquitetado um plano para reduzir a população da humanidade dos atuais quase sete bilhões para meio bilhão?
A grande maioria das pessoas não tem nenhum interesse nestes assuntos...algumas pessoas acreditam que a era dos canalhas que cometiam “crimes contra a humanidade” já passou e somente alguns veriam com seriedade tais coisas, deles, um ou dois ligarão essas coisas às profecias da Palavra de Deus.
Acerca do plano para reduzir a população mundial, há um monumento em granito localizado no Condado de Elbert, Geórgia, Estados Unidos, e nele estão gravadas dez frases em oito línguas modernas: inglês, espanhol, suaíli, hindi, hebreu, árabe, chinês e russo, e uma pequena mensagem, no topo, escrita em quatro antigas línguas: babilônio, sânscrito, grego e em hieróglifos egípcios.
Nessas estelas estão escritas 10 frases, que de acordo com o(s) idealizador(es) do monumento devem ser seguidas em "prol do bem maior" da humanidade e da natureza. Os megalitos foram encomendados à empresa Elberton Granite Finishing em junho de 1979 por um desconhecido que se apresentou sob o pseudônimo de R.C. Christian.
As Pedras Guia da Geórgia (como passaram a ser conhecidas) foram inauguradas em março de 1980, com a presença de 100 pessoas.
Nessas pedras estão inscrições que pautam, certamente, muitas pessoas poderosas (e entregues de corpo e alma ao Inimigo das nossas almas) ao redor do mundo:
1. Manter a humanidade abaixo de 500.000.000 (500 milhões) em um balanço constante com a natureza.
2. Controlar a reprodução de maneira sabia - aperfeiçoando as condições físicas e a diversidade.
3. Unir a humanidade com um novo idioma vigente.
4. Controlar a paixão - fé - tradição - e todas as coisas com razão moderada.
5. Proteger povos e nações com leis e cortes justas.
6. Permitir que todas as nações regulem-se internamente, resolvendo disputas externas em uma corte mundial.
7. Evitar leis insignificantes governantes desnecessários.
8. Balancear direitos pessoais com deveres sociais.
9. Valorizar a verdade - beleza - amor – procurando a harmonia com o infinito.
10. Não ser um câncer na terra – Deixar espaço para a natureza – Deixar espaço para a natureza.
Para ter maior noção do assunto, coloque “Pedras guias da Geórgia” nos buscadores do Google, Yahoo, Youtube, etc. PESQUISE, procure os fatos e ligue os pontos para chegar a uma conclusão.