Seguidores

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Igreja Cristã da REforma Luterana - Quem somos

Quem somos
Somos uma pequena congregação de cristãos luteranos.
Como congregação cristã estamos encarregados de transmitir o santo evangelho do Nosso Senhor Jesus Cristo. Evangelho é uma palavra de origem grega que significa “Boa Nova”.
E esta Boa Nova que queremos transmitir é:
1)Jesus padeceu na cruz em nosso lugar, morreu e foi sepultado.
2)Jesus ressuscitou no terceiro dia, triunfou sobre o pecado e a morte.
3)Somente em Jesus há perdão de pecados para todo aquele que,
arrependido, o reconhece como seu Senhor.
Por isso, queremos nos colocar ao seu dispor, para, com a Bíblia Sagrada, compartilharmos o que Deus tem revelado para a humanidade.
Visite-nos ou entre em contato conosco!
92 01 – 17 22 / 9108-5120
ou pelos e-mails:
reverendogustavo@peru.com
igrejacristadareformaluterana@yahoo.com.br
O que cremos:
• Cremos em Deus Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra.
• Cremos em Jesus Cristo,
• Seu único Filho, nosso Senhor.
• Cremos que Jesus Cristo foi concebido pelo Espírito Santo.
• Cremos que nasceu da virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado.
• Cremos que Jesus Cristo desceu ao inferno mas no terceiro dia ressuscitou dos mortos, subiu ao céu, e está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso.
• Cremos que Jesus Cristo há de vir a julgar os vivos e os mortos.
• Cremos no Espírito Santo.Þ Cremos na santa Igreja Cristã – que é a comunhão dos santos.
• Cremos no perdão dos pecados – pelo sangue que Jesus derramou morrendo em nosso lugar.
• Cremos na ressurreição do corpo e na vida eterna.
Como oramos:
• Oramos seguindo os ensinamentos do Senhor e Mestre:
*Em silêncio (Deus não é surdo – Ele já sabe o que precisamos antes mesmo de que peçamos!!)
“Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.
Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes” Mateus 6:6-8
• Oramos sempre pedindo segundo a Sua Vontade e não “exigindo”Deus é o Soberano – não nós! Ele nos ensinou isso na oração do Pai–Nosso:
“...Seja feita a tua vontade assim na terra como nos céus...”
* Intercedemos uns pelos outros.
O que não somos:
• Não somos uma seita.
• Não somos gente que está “atrás do dinheiro”.
• Não somos gente que perturbará o seu descanso em casa.
• Não somos fanáticos.
• Não somos carismáticos/pentecostais.
• Não somos ecumênicos.
O que desejamos:
• Desejamos estudar a Palavra de Deus e estarmos preparados para compartilhar a doutrina cristã com os que a quiserem.
• Desejamos, como o Doutor Martinho Lutero, permanecer na Palavra de Deus e continuar com a doutrina da Reforma afirmando que a salvação é concedida ao homem:

Somente pela Graça,
somente pela Escritura,
somente pela Fé somente em Jesus Cristo,
somente por Ele a Deus a Glória!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

494 anos da Reforma

No passado dia 31 de outubro se completaram os 494 anos desde que Martinho Lutero afixou as suas 95 teses na porta da Catedral de Wittemberg na Alemanha.
Ao redor do mundo muitos grupos luteranos festejaram essa data...
Mas festejar o quê?
Em 31 de outubro de 1999 uma grande delegação de "igrejas luteranas" (inclusive com representação brasileira) fincaram seus joelhos diante dos representantes papais pedindo perdão "pelo estrago causado por Lutero" - E fizeram-no na mesma Catedral de Wittemberg!!!
Hoje, o luteranismo, tal como foi no século XVI, é quase inexistente. O que há ao redor do mundo é um número muito grande de grupos religiosos que há muito abandonaram os postulados da Reforma e abraçaram-se aos pés de Roma implorando pelo reconhecimento da "Santa Sé".
Em todo lugar onda há uma "igreja luterana", há também um grupo ecumenico liderando pelo "padre" da ICAR e do "pastor luterano"...grandes amigos no desvio das massas ignorantes dos ensinamentos bíblicos.
A seis anos dos quinhentos anos da Reforma...festejar o quê?