Seguidores

domingo, 13 de junho de 2010

CONTRA QUEM LUTAMOS?

Um velho ermitão – uma dessas pessoas que por amor a Deus se retiram à solidão do deserto, do bosque ou das montanhas para somente dedicar-se à oração e à penitência – se queixava freqüentemente de ter demasiado trabalho.
Um dia uma das pessoas que o visitava, lhe perguntou:
– Como é possível que tenha tanto trabalho si está só no meio de nada?
O ermitão respondeu:
–Tenho que domesticar dois falcões, treinar duas águias, manter quietos a dois coelhos, vigiar uma serpente, insistir com um asno que se recusa a trabalhar e domar um leão.
O visitante olhou ao seu redor esperando ver algum dos animais, mas não viu nenhum.
– E onde estão todos esses animais? Perguntou.
Então o ermitão lhe respondeu que os animais estavam sempre com ele – o visitante não compreendeu de imediato, mas ficou com isso na cabeça e decidiu voltar um outro dia para que o velho lhe explicasse o significado dessa resposta.
– Esses animais – disse–lhe o ermitão – estão dentro de nós, todos os habitantes deste mundo os temos desde o nosso nascimento.
– Os dois falcões, que são os nossos olhos, se lançam sobre toda presa, seja boa ou má e temos que domesticá–los para que só se fixem nas coisas boas.
“Como o inferno e a perdição nunca se fartam, assim os olhos do homem nunca se satisfazem” Provérbios 27:20
“Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição” 2 Pedro 2:14
“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.” 1 João 2:16
As duas águias, que com suas garras ferem e destroçam, são as nossas mãos e temos que treiná–las para que se dediquem a servir aos demais e para que ajudem sem ferir.
“Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.” Efésios 4:28
“E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado;
Para que andeis honestamente para com os que estão de fora, e não necessiteis de coisa alguma.” 1Tessalonicenses 4:11 - 12
“Não deixes de fazer bem a quem o merece, estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo.” Provérbios 3:27
“O desejo do preguiçoso o mata, porque as suas mãos recusam trabalhar.” Provérbios 21:25

Os coelhos, que são os nossos pés, sempre querem ir aonde lhes apraze, fugir dos demais e se evadirem das coisas difíceis e temos que ensiná–los a estarem quietos ainda que haja sofrimentos, problemas ou qualquer coisa que lhes cause desgosto.
“Porque o SENHOR será a tua esperança; guardará os teus pés de serem capturados.” Provérbios 3:26
“Assim como não é bom ficar a alma sem conhecimento, peca aquele que se apressa com seus pés.” Provérbios 19:2
“Considerei os meus caminhos, e voltei os meus pés para os teus testemunhos.” Salmo 119:59
“Desviei os meus pés de todo caminho mau, para guardar a tua palavra.” Salmo 119:101

Mais difícil ainda é vigiar à serpente, que é a nossa língua, porque mesmo que se encontre encerrada numa gaiola de trinta e dois barrotes, apenas se abre a porta, sempre está pronta para morder e envenenar a todos os que a rodeiam. Se não a vigiamos de perto, pode fazer muito dano.
“Não consintas que a tua boca faça pecar a tua carne, nem digas diante do anjo que foi erro; por que razão se iraria Deus contra a tua voz, e destruiria a obra das tuas mãos?” Eclesiastes 5:6
“O ímpio se enlaça na transgressão dos lábios, mas o justo sairá da angústia.” Provérbios 12:13
“Cada um se fartará do fruto da sua boca, e da obra das suas mãos o homem receberá a recompensa.” Provérbios 12:14
“Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã.” Tiago 1:26
“1-MEUS irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo.
2 - Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo.
3 - Ora, nós pomos freio nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo.
4 - Vede também as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa.
5 - Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia.
6 - A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.
7 - Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana;
8 - Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.
9 - Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
10 - De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.
11 - Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?
12 - Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos? Assim tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce.” Tiago3:1-12

O burro é muito teimoso, nunca quer cumprir com o seu dever. É o nosso corpo que sempre está cansado e lhe custa muitíssimo assumir e levar as cargas de cada dia.
“Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências” Romanos 6:12
“ Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem” Romanos7:18
“Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço” Romanos7:19
“Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.” Romanos 7:20
“24 - Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.
25 - E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.
26 - Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.
27 - Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.” I Coríntios 9:24-27
Finalmente precisamos domar o leão, que é o nosso coração. Ele quer ser rei, sempre quer ser o primeiro, é muito vaidoso e orgulhoso.
“12 - O homem mau, o homem iníquo tem a boca pervertida.
13 - Acena com os olhos, fala com os pés e faz sinais com os dedos.
14 - Há no seu coração perversidade, todo o tempo maquina mal; anda semeando contendas.” Provérbios 6:12-14
“Abominação ao SENHOR são os perversos de coração, mas os de caminho sincero são o seu deleite.” Provérbios 11:20
“DO homem são as preparações do coração, mas do SENHOR a resposta da língua.” Provérbios 16:1
“Abominação é ao SENHOR todo o altivo de coração; não ficará impune mesmo de mãos postas.” Provérbios 16:5
“ Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Jeremias 17:9
“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Provérbios 4:23

Entendes agora quanto trabalho eu tenho
mesmo morando sozinho?

“Estas seis coisas o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma abomina:
Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,
o coração que maquina pensamentos perversos,
pés que se apressam a correr para o mal,
a testemunha falsa que profere mentiras,
e o que semeia contendas entre irmãos.”
Provérbios6:16-19